Edificação

#comportamento: IGREJA, PARA QUÊ?

(Foto: Kássia Xavier | Rice Road Community Church – JAN/2017)

Say hello guys!

Escuto muito pessoas com depoimentos que não se importam muito com igreja por que em algum momento a mesma falhou com essa pessoa. Infelizmente não posso dizer que exista uma comunidade perfeita, logo, é possível sim que nos decepcionarmos com situações ou membros. Mas o que devemos ter consciência é que não estamos lá por quem faz a igreja, e sim por Deus!

Como disse, nenhuma igreja será perfeita! Principalmente porque esta é feita por homens. Mas esse lugar foi idealizado por Deus para que possamos nos relacionar consigo mesmo e com o próprio Senhor. Mas ai alguém pode dizer: “Não preciso especificamente de um lugar para encontrar Deus!” E de fato isso é verdade… Porém, a casa do senhor é como um encontro especial, onde podemos nos separar do trabalho, da nossa casa, faculdade, enfim, é um lugar para se desconectar de tudo a sua volta e focar em Deus.

Abrindo um parênteses bem grande agora, queria contar um outro ponto da minha história: “Logo quando comecei a ir para igreja, meus pais não eram a favor da minha decisão, minhas irmãs também não me apoiavam e na época só tinha amigos que não estavam também na igreja. Para completar, não me sentia bem recebida pelas pessoas da comunidade que estava frequentando e/ou não tinha amigos na mesma. O início foi muito difícil, lembro das vezes que ia chorando sozinha me perguntando o que estava fazendo da minha vida, e se, aquilo tinha sentido. Mas assumo que quando estava lá, e começava a me envolver com Deus tudo isso ia passando pois qualquer coisa que fosse obstáculo não se compara com a presença de Deus. Com um tempo, fui encontrando outras pessoas que fui me identificando, infelizmente alguns destes pelos memos motivos se afastaram, outros estão comigo até hoje. Eu acabei me afastando também, mas fui para uma outra igreja, e como falaram de mim! Eu mais uma vez me perguntava se isso tinha sentido. Pois bem, algum tempo se passou e recebi a maior confirmação que poderia ter. Minha mãe, que não concordava, chegou pra mim e disse: “Agora você está no lugar certo, as pessoas aqui gostam de você!” Moral da história? Eu acredito que toda e qualquer experiência que me aconteceu serviu para que eu pudesse perseverar em busca de Deus, e segundo dar valor quando coisas boas acontecem. Hoje não faço mais parte da comunidade que me acolheu, a Episcopal Carismática – Parória do Oleio, mas mesmo estando a milhas de distância me sinto parte ainda deste corpo.

Quis falar um pedacinho do que aconteceu comigo para dizer que sim, podemos procurar um lugar que nos identifique! A igreja tem quiser um lugar de paz para nós, e só porque uma nos magoou isso não deve ser generalizado. O corpo de Cristo, como a própria Bíblia se refere, precisa de pessoas que se completem, logo, não se prenda a situações ou pessoas que mais te afastam de Deus do que aproximam. O alvo tem que ser Cristo, pois nunca devemos deixar de fazer algo importante para nosso relacionamento com Deus por terceiro.

Ficamos por aqui hoje, e espero que tenham gostado! Fiquem com Deus <3

1beijodaká :*

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *