Edificação

#comportamento: NOSSA RELAÇÃO COM O PECADO

No nosso estudo da semana, vamos refletir sobre a questão que mais nos afasta e desagrada a Deus e suas consequências. Vamos buscar entender o motivo de como muitas vezes escolhemos um caminho que – mesmo sabendo – não nos traz paz, e meditar sobre alguma das desculpas que damos pra cometar tal ato.

 

“Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.” (Romanos 6:23)

 

Toda vez que mencionam essa passagem a cima está relacionada ao tema da semana: PECADO. Toda via podemos perceber, que temos um complemento muito importante: “…O dom gratuito de Deus é a vida eterna…” Gostaria de destacar essa parte pois se trada DA NOSSA ESCOLHA o caminho que vamos seguir, seja o caminho que traz um rumo de paz, ou mesmo de morte. Pecado pode ter muitos nomes como bebida, dinheiro, sexo, entre muitos outros. Porém a sua “função” é a mesma em todos os casos, nos afastar de Deus. E para continuarmos a conversa, é importante entendermos também que há diferença entre ser tentado e ser provado.

As tentações podem ser usadas pelo inimigo para estimular o que há de pior em nós. A provação é diferente. É uma situação permitida por Deus. Diria que faz parte da Pedagogia de Deus. As provações são usadas pelo Espírito Santo para extrair o que há de melhor em nós. (fonte: “Discernindo tentação e provação, Ultimato)

 

Ok, mas afinal porque pecamos?!

Desde a criação, o Senhor nos deu o livre arbítrio para que possamos ter uma relação sincera com Ele, ou seja, seria muito fácil para Deus – e Ele tem poder para isso – nos controlar e nos fazer adoradores. Porém, verdadeiros adoradores vêm da escolha servir e renunciar-se por amor e obediência.

O fato de ter escolha pode nos fazer tender para o lado do pecado, pois a todo momento somos tentados, consequentemente a isso a nossa natureza falha nos faz também não ter sabedoria suficiente em alguns casos.  Outras situações já estamos tão envoltos “na coisa” que não conseguimos nos libertar. Mas não podemos ser hipócritas, algumas das sensações que o pecado traz são boas, um exemplo disso são as drogas ilícitas. Mas devemos pensar: “Até quando isso será bom!?”, “Devemos nos sustentar em cima de prazeres passageiros!?”, “Se é tão bom porque há consequências!?”, e ainda, “Por qual razão isso é tão auto-destrutivo, já que na maioria dos casos  ficamos com ressaca moral!?” Talvez, se refletirmos em suas consequências podemos pensar melhor no assunto e cada vez pecar menos.

 

  • Culpados e envergonhados, usaram folhas de figueira para cobrir a sua nudez um do outro (Gênesis 3:7). Também, se esconderam entre as árvores da presença de Deus (Gênesis 3:8). A presença do Senhor dos exércitos sempre traz terror aos pecadores: eles “se esconderam nas cavernas e nos penhascos dos montes e disseram aos montes e aos rochedos: Caí sobre nós e escondei-nos da face daquele que se assenta no trono, e da ira do Cordeiro” (Apocalipse 6:15-17). Almas impenitentes, atenção: “Horrível cousa é cair nas mãos do Deus vivo” (Hebreus 10:31).

  • Sendo afastados da presença de Deus, Adão e Eva, naquele dia, morreram espiritualmente. Pensem em tudo o que eles perderam! Eva tinha dito no coração: “Vou me fazer como o Altíssimo”. Agindo assim, ela perdeu o direito ao esplendor do Paraíso. Decretaram-se maldições sobre ela (3:16), e sobre o homem (3:17-19). Ah, como caíram os valentes!

  • Sofrendo a morte espiritual, Adão e Eva também iniciaram o processo de morte física: “E, expulso o homem, colocou querubins ao oriente do jardim do Éden e o refulgir de uma espada que se revolvia, para guardar o caminho da árvore da vida” (Gênesis 3:24). Por causa do pecado deles, o homem, a mulher e os filhos de todas as épocas voltariam ao pó: “Em Adão, todos morrem” (1 Coríntios 15:22).

(fonte: “O pecado e suas consequências, Estudos da Bíblia”)

Em todos as opções a cima acontece uma coisa, somos desviados do dom gratuito de Deus, A VIDA ETERNA. Será mesmo que aqueles 20, 30 minutos valem a nossa eternidade? Mas nem tudo está perdido! O próximo tópico é mais simples, entretanto bem mais incentivador.

 

Como vencer o pecado?!

Muitas vezes damos a desculpa que a tentação foi maior que a gente, e que até não conseguimos parar. Entretanto isso não é verdade, nenhum vício ou desejo é maior que a nossa força de vontade. “Vontade!” Essa é a chave para o sucesso, pois de nada adianta se no fundo você não quiser mudar, você ficará estagnado e preso a essa situação. E que possamos fazer essa escolha antes de chegamos antes do fundo do poço, ou até mesmo ser tarde demais.

  1. Arrependermos verdadeiramente (Salmos 51:1-5);

O arrependimento verdadeiro é o caminho para receber o perdão de Deus, e é através dele que conseguimos ter uma melhor consciência do que estamos fazemos e para onde queremos ir. Pedir perdão é um ato de reconhecimento adiante do Senhor, e ao mesmo tempo, admitir que somos falhos e precisamos Dele.

  1. Afastando-se das tentações (Salmos 51:6);

O primeiro passo sem dúvidas é se afastar daquilo que teme nos afastado, se é a bebida nem chegue perto de lugares que tenha tal. E quando a vontade bater, devemos buscar ocupar a mente com outras coisas que desvivem esse pensamento. Atenção! É importante inclusive estar atento se não estamos substituindo um pecado por outro, por exemplo deixar de beber e começar a fumar, assim não dá. É literalmente “trocar seis por meia duzia”.

  1. Buscando ter uma vida limpa (Salmos 51:7-8); 

A cada momento que formos nos afastando mais de nossas tentações, a constância nesse momento é crucial. Pois, é a partir dela que conseguiremos ter uma vida saudável e limpa perante o Senhor. E a partir disso, conseguiremos viver em paz e tranquilidade para nos apresentar a Deus, e assim, sermos verdadeiros cristãos (imitadores de cristo).

  1. Vivendo uma vida de adoração (Salmos 51:15);

A oração, o jejum e a adoração a Deus é o que nos sustentará e nos fortalecerá em sabedoria. Quando mais nos aproximamos de Deus nos afastamos das coisas no mundo, entretendo mais uma vez repito, isso depende das nossas escolhas e força de vontade.

Então é isso meninas, não deixem de comentar o que acharam aqui em baixo!

1beijodaká :*

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *