Resumo SemanalVida Real

[ resumo semanal ] UM, QUE VALE POR DOIS!

Sim, não tivemos resumo semanal na semana passada… Mas até que essa minha última semana foi tão parada que dá pra escrever aqui, e fazer o resumo semanal dessa semana valer por dois!

Talvez eu esteja em uma fase #sohappy da minha vida, mas eu tenho me encantado com tão pouco. Tudo tem sido uma nova, e muitas vezes primeira, experiência. Até um rato – o victor – me fez me dar belas risadas na semana passada. Nunca pensei que um ser tão pequeno ia me causar tanto medo… kkkk Enfim, por mais que tenha ficado muito triste, tivemos que executar o victor por razões que a ratoeira é mais barata que o sonar que esparia o mesmo. No mais, as notícias não continuam muito boas, além de todo o dinheiro que perdi para a caçada do rato, minhas comprinhas da china só me deram prejuízo e perdi uns $60 dólares nessa brincadeira, resumindo a história, só não entregaram. Pelo menos essa semana abri a disputa com o site, ganhei e assim, consegui recuperar parte do dinheiro e nessa semana já comprei um novo microfone e um suporte para auxiliar o uso dele. 

Ainda essa semana bateu um sentimento nostálgico. Puts, provavelmente porque estou próxima do meu aniversario, 24 anos – por acaso. E tenho me pregado pensando nas melhores, e piores, fases que vivi. Desde a infância onde meu maior problema era a tarefa de casa da escola, muito chata por acaso. Passando pela adolescência onde por insegurança alimentei situações nada legais. E finalmente hoje, quando consigo ver minha vida com um rumo que tenho muito orgulho. No meio de tudo isso queria falar pra menina de 13 anos que olhava no espelho e não entendia porque era tão fei, e dizer que ela estava mais do que errada, que ela não precisava ser aceita por ninguém a não ser si mesma. Ao mesmo tempo queria dar uma espadinha na mulher de 30 só por curiosidade mesmo. É incrível né? Tudo que a gente vive, tudo o que a gente passa é necessário pra construir quem somos hoje. Tipo, se tanta coisa ruim não tivesse acontecido comigo, provavelmente eu não teria reconhecido quando as coisas boas começaram a acontecer, e consequentemente não daria o valor que dei – e dou – para cada uma dessas coisas.

A vida simplesmente não é algo fácil, poderia vir com um manual inclusive. Mas sem dúvidas, a vida se resume as escolhas. Como eu escolhi em 2008 me esconder atrás de um estilo que não era o meu, ou em 2012 quando eu resolvi finalmente MUDAR. 2013 foi um ano sem dúvidas que as mudanças continuaram… Vestibular, um novo amor, novos amigos, nova igreja. E no final disso tudo escutar da sua mãe: “Aqui você é amada, aqui é o lugar certo pra você!” Foi impagável!  2014 pode ser chamado de “O PLANO B”, mal eu sabia que esse era o plano de Deus pra mim. Perdi minha tão sonhada vaga na UFPE, e fui fazer a segunda opção que foi na UNIFAVIP, design de moda – claro. 2015 o blog nasceu. Nessa época eu não compreendi porque isso tinha acontecido comigo, mas em 2016, logo depois de formada tudo fez sentido (finalmente), e estava eu casada – não, por gravidez… como especularam – com uma passagem só de ida na mão para viver um sonho. 

Não sou nem de perto a melhor pessoa, mas tendo todo dia fazer o meu melhor. No fim a vida não tem manual, pra gente poder aprender sozinho – tenho uma teoria que é pra se dar um pouco mal também, porque quando só se ganha se acomoda.

1beijodaká :*

ps. O rato ganhou o nome de victor pois TODAS as ratoeiras tinham esse nome, creio que era a marca. Ai ficou… 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *